quarta-feira, 2 de abril de 2008

[subterfúgio de cravo e canela]

Boa noite senhoras e senhores... Os felicito.

“hoje eu abandono os pavimentos e abraço a terra”

Não tenho pretensão de ser policarpo, nem o estimo tanto, porém o respeito. Hoje me sinto abraçado por um mundo vermelho cheio de amoras. Como um casal de namorados que passeiam na quermesse no início de uma noite fria e clara de outono, tomando vinho quente e fumando cigarros de cravo.

3 comentários:

Anônimo disse...

jamais esquecerei dos cigarros de cravo....bjs

DANIELI disse...

Caraca!!!Eu já este filme! Se não este, um bem parecido. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Nossa é verdade..bendito seja os cigarros de cravo!
rsrsrsrsrs